Jogos HEX

Jogos HEX forum


    Hora do Medo

    Compartilhe
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Qua 06 Mar 2013, 12:07

    essa história do acidente é uma lenda clássica Wink Aqui conhecemos na versão de uma mulher que pede socorro para o bebê que ficou no carro.
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qua 06 Mar 2013, 12:11

    sim... é meio que uma lenda urbana
    com variações...


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qua 06 Mar 2013, 12:27

    História de Terror - Enganando o diabo


    O homem senta em sua cadeira, acende um cigarro e olha a sua volta. O quarto estava imundo, as paredes que um dia foram brancas agora estavam de uma cor entre o bege e marrom, estavam também descascadas. O piso não podia ser visto, pois uma camada gosmenta de lama e sangue o cobria completamente. Os móveis eram poucos, uma cama, onde se encontrava o corpo de uma jovem em um estado que faria o estomago de qualquer pessoa normal virar ao avesso, um criado mudo de metal onde encontravam-se alguns instrumentos cirúrgicos e vidros marrons cujo o conteúdo não se pode dizer o que é. Um pequeno frigobar que ao abrir-se se mostrava cheio de órgãos humanos, possivelmente retirados da jovem morta na cama ou de alguma de suas outras vitimas. Um fogão velho que um dia foi azul, mas agora mostra somente a ferrugem adquirida com o tempo. Tinha uma panela preta e suja em cima que mais cedo serviu para cozinhar um daqueles órgãos e mais tarde outro. E por último uma pequena mesa onde o único adorno era o cinzeiro dourado, velho e amassado. Em uma das extremidades da mesa ficava uma cadeira onde o psicopata estava sentando dando tragos longos em seu cigarro. De trás da mesa uma janela de vidro tão sujo que não se podia ver o que havia lá fora.

    Ele esta cansado daquela sujeira, cansado do cheiro, não que o cheiro de carne humana, sangue e cigarro o dessem náusea, não, ele esta cansado da pobreza, da miséria em que ele vivia desde que nascera. Mas ele sabia que um dia isso iria mudar, pois havia feito um pacto com o diabo e a hora de seu pagamento estava por vir. Ele já tem tudo tramado em sua cabeça louca, iria enganar o diabo de maneira que ele jamais conseguiria sua alma.

    “Onde esta você maldito?” – rosnou.

    Quando mal tinha acabado de pronunciar as palavras uma mão lhe toca o ombro. Estranhamente ele não se assusta e o homem que havia tocado seu ombro caminha lentamente para sua frente. Os passos deste homem soam como terremotos e sua mão é tão quente quanto o fogo. Já frente a frente, o psicopata o inspeciona. Sempre que os dois se encontravam ele se espantava com a elegância impecável do homem, se é que se pode chamar o diabo assim. De terno preto, camisa vermelha e gravata preta. O cabelo bem penteado e com gel, dentes brilhantes e sorriso carismático, acredite ou não. Ele parecia um desses vendedores que batem na nossa porta vendendo aspiradores, desses vendedores tão bons que conseguiria vender água benta a um padre, só que nesse caso ele não vendia e sim comprava. Comprava algo de temos de mais valioso, a alma.

    “Já estava na hora. Achei que você não iria aparecer nunca.” – diz o psicopata.

    “Você tinha que provar seu valor antes de receber sua recompensa, o que você fez muito bem. Espalhou o terror, torturou, matou, violou, destruiu famílias, corrompeu dezenas de homens e mulheres, sem contar com seu gosto peculiar por carne de jovens adolescentes.” – respondeu o diabo olhando para cama. “A hora de seu pagamento chegou, escolha o que quiser e quando a hora chegar, sua alma será minha.”

    “Eu quero ser rico, muito rico e quero viver para sempre.” – diz o psicopata encarando o diabo para ver sua reação.

    “Então seu plano é esse, viver para sempre. E a minha alma?” – pergunta o diabo sem mudar o tom de voz ou sem apagar o sorriso do rosto.

    “Você me disse que era qualquer coisa, essa é a minha escolha. Passei toda minha vida fazendo o que você mandou agora cumpra sua parte do trato.” – diz ele esmurrando a mesa.

    O diabo coloca a mão na mesa e arrasta um papel com o dedo indicador até o psicopata. Este por sua vez olha com olhos brilhantes o papel. Era um bilhete de loteria, que naquela semana teria um prêmio gigantesco. Ele pega o bilhete e o coloca contra a pouca luz vinda da janela e o examina. Na frente uma seqüência de seis números e atrás seu nome e sua assinatura.

    “Obrigado.” – diz o psicopata com a voz tremula, mostrando-se emocionado. “E a imortalidade?”

    “Feito também. Agora você é rico e imortal.” – responde o diabo que agora não tinha mais aquele sorriso carismático, mas um sorriso sínico e perverso.

    “Acho que agora é adeus então.” – diz o psicopata sorrindo.

    “Adeus não, aodiabo.” – responde o diabo dando uma gargalhada ensurdecedora e desaparecendo.

    Anos se passaram, o psicopata esta vivendo a vida que sempre quis. Mansões, carros, viagens, mulheres vivas ou mortas. Tudo o que sempre sonhara agora era sua realidade. Como ele se considerava um homem de palavra continuava fazendo o que havia tratado com o diabo, porém agora espalhava o terror em escala maior. Um homem com dinheiro e influencia poderia não somente matar indivíduos para satisfazer seu paladar, mas também prejudicar a sociedade em geral. Ele era um homem mau, lúcifer não o havia corrompido, ele já nasceu com a alma podre e má. Agora com poder nas mãos a diversão era muito maior.

    Acompanhado de quatro moças lindas e de caráter duvidoso, ele entra em seu helicóptero rumo a sua casa de luxo ao topo de uma montanha onde passaria alguns dias se divertindo. Quando estivesse cansado, faria sua refeição principal e deixaria a casa sozinho.

    Algumas horas mais tarde, o grupo estava dentro do jacuzzi rodeado de um jardim maravilhoso, já bêbados e drogados e esquecidos do mundo lá fora. Algo chama a atenção deles. Um barulho alto, vindo de baixo da terra, um barulho que aumenta rapidamente. A terra começa a tremer e quando eles tentam sair da banheira seus corpos são arremessados longe um do outro. O psicopata se vê fora dos arredores da casa para baixo da montanha e quando ele olha para cima, vê uma rocha enorme caindo em sua direção. Sem tempo de reagir a rocha o acerta sua perna na altura do joelho separando a parte inferior do membro do resto do corpo. Sua boca abre na tentativa de gritar, mas o barulho é abafado por toneladas de terra lhe calam. Na tentativa de respirar ele engole parte da terra. Seus pulmões ardem de agonia na falta de oxigênio, cada músculo de seu corpo dói como se estivessem sendo rasgados, seus olhos parecem querer saltar das órbitas. Sufoco, dor, claustrofobia são apenas umas palavras para descrever a sensação de desconforto dele. Aquilo era sofrimento simples e puro e ele sabia que tinha sido arquitetado pelo diabo. Mas e seu acordo?

    “Vou morrer, o desgraçado não cumpriu sua promessa.” – pensou com ódio.

    Sua agonia não terminava e a este momento ele já estava implorando para morrer. Ele mal termina de pensar a imagem de lúcifer lhe vem a cabeça. Eles se olham e o diabo sorri aquele sorriso sínico e perverso que vestia da última vez que se viram.

    “Eu cumpri minha promessa sim.” – responde lúcifer. “Quem disse que você vai morrer? Você vai passar a eternidade aqui, enterrado vivo, sentindo dor, fome e claro a falta de ar. Quando você faz um pacto com o diabo, você vai pro inferno, de um jeito ou de outro.” – e desapareceu.


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 25 Mar 2013, 12:52

    Ilha das Bonecas

    Situada ao sul da Cidade do México, esse é um dos lugares mais assustadores do mundo. Na ilha, praticamente todas as árvores estão decoradas com bonecos velhos e mutilados, que dão a sensação de que os visitantes estão sempre sendo observados.

    Essa loucura começou com um eremita chamado Don Julian Santana, se mudou para o local e decidiu passar os últimos 50 anos de sua vida sozinho. Ele costumava dizer que era assombrado pelo espírito de uma menina que morreu afogada em um dos córregos próximos à sua casa. Alguns dizem que ele pescava as bonecas pensando que fossem crianças reais, mas na verdade ele estava juntando os brinquedos e distribuindo-os em volta de sua residência, montando um verdadeiro santuário.

    Curiosamente, Don Julian Santana foi encontrado morto em 2001, no córrego onde a menina havia se afogado.
    Existem diversos relatos de turistas que dizem escutar as bonecas sussurrando…

    Spoiler:

    Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=482995961754105&set=a.451837198203315.104372.451836741536694&type=1&theater
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Seg 25 Mar 2013, 13:12

    pode até não sussurrar nem ter nada dessa história mas andar no meio de um monte de arvores com pedaços de bonecas pendurados é no minimo pertubador


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 25 Mar 2013, 13:30

    eu não conseguiria!!! Quando criança eu não gostava de bonecas, acho que descobri o motivo u.u
    avatar
    marcos.v.a.santos

    Mensagens : 1573
    Data de inscrição : 24/03/2012
    Idade : 22
    Localização : Viajando p/ Saturno

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por marcos.v.a.santos em Qui 28 Mar 2013, 12:02

    Gostam de sentir medo???
    então joguem SLENDER!!!
    onde o medo ira fluir descontroladamente.


    http://www.baixaki.com.br/download/slender.htm

    a malu e o rafael vão adorar Twisted Evil
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qui 28 Mar 2013, 13:08

    tenho curiosidade de jogar esse


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    Nightwatcher

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 06/04/2013
    Idade : 18
    Localização : Atrás de você.

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Nightwatcher em Sab 06 Abr 2013, 14:35

    A pior parte de Slender é se imaginar numa floresta à noite coletando papéis (aparentemente sem motivo nenhum) com um monstro atrás de você querendo te matar e você com apenas uma lanterna na mão e muita vontade de sair correndo dali e chamar a sua mãe. Não recomendo pra quem se irrita fácil, porque eu tive que respirar bem fundo e contar até dez várias vezes pra jogar de boas, sem chutar o computador e nem nada.
    Enfim, nada melhor que uma creepypasta pra alegrar o dia. Aí vai:

    Privação de sono

    TUM.
    TUM.
    TUM.
    Tá bom, tá bom. Acordei. Não precisa bater mais. Tipo, olha a hora. São 3:10 da manhã, igual ontem e na noite anterior, e na outra noite anterior também. Na verdade, nas últimas semanas venho visto em todos os meus sonhos; está escrito nas paredes, em todos os livros, em todas os registros de carros. É tudo isso que posso ver. Então acordo às 3:10, pelo mesmo barulho.
    TUM.
    Na mosca. Está vindo do sótão.
    TUM.
    E está chegando perto.
    TUM.
    Não sei o que está dando em minha cabeça, mas mesmo assim sinto como se eu estivesse levantando e vendo quem está lá. Acredito que seja a privação de sono. Mexe com a sua cabeça. Primeiro pensei que eu estivesse inventando esses sons; mas agora, parece que eles são reais. Eu continuei acordando com esses arranhões no meu rosto. Achei que eu estava ficando insano. Imaginei-me arrancando a carne da minha bochecha enquanto estava deitado lá. O pensamento sobre essas ações sendo além de meu controle me faz querer pedir ajuda. Mas achariam-me louco. Caramba, se eu o fizesse, por que não achariam?
    TUM.
    Mas a situação continua parecendo muito real. Eu deveria sair correndo do meu quarto o mais rápido possível, e fechar a porta fortemente atrás de mim. Sim, é uma boa ideia. Eu normalmente nunca fecho minha porta, mas... não sei. Privação de sono é uma coisa doida. Aqui vou eu...
    TUM
    Definitivamente acima de mim. Meu alto senso de consciência é evidente. Posso ouvir meu coração bater. Tum, tum, tum, tum, tum, tum. É a única coisa que posso ouvir nesse silêncio. Com uma respiração profunda, rastejarei até o alçapão.
    "—Se você não descer até aqui," gritarei, "então eu irei até aí em cima e quebrar sua maldita patela!"
    Silêncio.
    "Você me ouviu?"
    Nada.
    "Certo, então estou indo aí em cima."
    Normalmente eu não pensaria desse jeito, considerando que eu não sei o que é. Normalmente eu voltaria pra cama e fingiria que nada aconteceu. Fingir que foi tudo um sonho ruim. Isso seria o ideal, não acha? Eu acho, mas é tarde demais para voltar atrás. Já coloquei as escada pra baixo. E isso liga a luz. Eu não sou de fazer ameaças vazias. Então aqui estou eu. Já na metade do caminho. Minhas palmas das mãos estão... um pouco úmidas, para falar a verdade. E acho que não deveria ter entrado nessa aventura de pijamas. Mas é tarde demais para voltar atrás. Eu fiz uma decisão e irei me prender à ela.
    "—Toque o céu, seu filho da mãe!"
    Apesar de estar apenas apontando os dedos, eu ainda acho que poderia assumi-lo. Ou o assumiria. Parece que não tem ninguém aqui. Estou sozinho no meu sótão pobremente isolado. Eu deveria consertar isso. Eu poderia congelar carne de porco aqui em cima.
    "—Se você está se escondendo, é inútil!"
    Ele deve estar provavelmente atrás da árvore de Natal. Sim, ali está ele. Posso vê-lo totalmente. Queria que esses dedos estivessem carregados. Cada passo nesse sótão parece que estou andando no Céu. Eu deveria investir mais nisso, na casa inteira. Isso seria incrível. Oh, oh, ele está se movendo.
    "—Você deveria estar rezando, porque..."
    Oh, não tem ninguém ali. É só uma bolsa velha inútil. Por que raios eu guardaria uma bolsa no sótão? É muito bobo... além de que essas paredes são de papel fino. Os vizinhos devem achar que eu sou um caso perdido. Eu deveria voltar pra cama antes que eu me envergonhe mais ainda. Só espero que a porta não tenha se trancado sozinha. Isso já aconteceu antes.
    A maçaneta estava um pouco forte. Por um momento achei que eu estaria dormindo no sofá ao invés da minha cama macia, e ninguém quer isso. Não acho que minhas costas serão mais as mesmas, e isso foi a três meses atrás. Ainda não posso me curvar direito. É horrível. Talvez não devesse ligar as luzes. É uma ideia boba. Eu teria que me levantar para desligá-la de novo. Deveria ter pensado no esquema desse quarto; é realmente irritante. A cama é logo no canto.
    Pergunto-me o que foi mesmo aquele barulho. Duvido que foi a bolsa. Nunca ouvi uma bolsa fazer barulho de passos antes. Foram mesmo barulhos de passos? Não sei o que poderiam ter sido. Eu poderia ainda estar dormindo, pelo que sei. Isso poderia ser um sonho. Espero que sim. Tenho que trabalhar de manhã. Eu costumava poder acordar às 6h. Ha, não igual agora. Só preciso voltar a dormir, e fingir que nada disso aconteceu.
    TUM.
    Mas o quê...?
    TUM.
    Por que isso é tão alto?
    TUM.
    Eu devo estar sonhando.
    TUM.
    Oh... Vou ter que resolver isso. Aonde raios está minha lâmpada? Sei que está por aqui em algum lugar...
    TUM.
    Oh.
    TUM.
    Ele anda em tetos.
    TUM.
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Dom 07 Abr 2013, 09:43

    oi seja bem vinda!!
    traga mais histórias horripilantes pra gente Very Happy
    avatar
    Nightwatcher

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 06/04/2013
    Idade : 18
    Localização : Atrás de você.

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Nightwatcher em Seg 08 Abr 2013, 15:26

    Obrigada, Gabi! Bem, eu já era uma antiga membra do fórum (Ninha.LoL, talvez não se lembre), mas ao me cadastrar aqui no novo endereço do fórum, mudei o user e aqui estou eu. Sabe, sou muito fã de histórias de terror, e normalmente eu as pego do Creepypasta Wiki e as traduzo por mim mesma (arranho um pouco de inglês, heheh). Quando sei o nome do criador, tento sempre dar os créditos.
    Falando em histórias de terror, aqui vai mais uma (me empolguei, desculpa).

    Dormindo sozinho.

    Você já se sentiu sozinho?
    Não digo como quando você não tem ninguém para conversar, ou quando você não tem amigos para ir curtir no sábado à noite.
    Digo sozinho. Verdadeira, assombradamente sozinho. Tão sozinho que você poderia jurar que havia alguém com você.
    Sei que você ouve aquilo.
    Não é?
    Sozinho. Você nunca deve ter se sentido realmente sozinho. Coisas assim são perfeitamente normais.
    Além disso, como vai seu sono?
    Você se sente seguro? Suas portas estão trancadas?
    Não se preocupe, não há motivo para pânico. Você está sozinho. Completamente por si só.
    Tão sozinho que você pode ouvir aquela voz ecoando nas paredes.
    Tão sozinho que você poderia jurar que havia alguém com você.
    Tão, tão sozinho.
    Hora nenhuma... é mais perfeita... que agora. Mas... está tudo bem. Eu posso esperar.
    Lembre-se de dormir bem.
    Eu não gostaria que você acordasse.
    Pois você pode não estar tão sozinho, afinal de contas.
    avatar
    ziete01

    Mensagens : 9561
    Data de inscrição : 23/03/2012
    Idade : 44
    Localização : fortaleza

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por ziete01 em Seg 08 Abr 2013, 15:58

    bem vinda de novo Ninha. Wink
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Seg 08 Abr 2013, 15:59

    oieee ninha!!!
    eu lembro de vc!!!
    bem vinda de volta
    gostei do novo nick

    já que gosta tanto de histórias de terror pq não tenta escrever uma sua mesmo Wink
    posta aqui pra gente dar opinião


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 08 Abr 2013, 16:45

    Nightwatcher escreveu:Obrigada, Gabi! Bem, eu já era uma antiga membra do fórum (Ninha.LoL, talvez não se lembre), mas ao me cadastrar aqui no novo endereço do fórum, mudei o user e aqui estou eu. Sabe, sou muito fã de histórias de terror, e normalmente eu as pego do Creepypasta Wiki e as traduzo por mim mesma (arranho um pouco de inglês, heheh). Quando sei o nome do criador, tento sempre dar os créditos.
    Falando em histórias de terror, aqui vai mais uma (me empolguei, desculpa).

    Eu me lembro sim Very Happy só acho que não chegamos a nos falar!!!
    Que bom que voltou, estamos tentando trazer os antigos usuários do endereço anterior do hex pra cá!!
    Bjs!
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 08 Abr 2013, 16:45

    Agora eu vou lá no face provocar o mageclow Twisted Evil
    avatar
    Nightwatcher

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 06/04/2013
    Idade : 18
    Localização : Atrás de você.

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Nightwatcher em Qua 24 Abr 2013, 22:59

    Obrigada, ziete!
    Oi One, obrigada a você também! Bem, eu venho tentando, mas elas sempre acabam saindo muito clichês ou nem tão assustadoras assim. @_@ Tentarei escrever uma, mas como preciso estudar pra uma temporada de provas, ela sairá um pouquinho tarde demais.
    Talvez nós nos falamos alguma vez e não nos lembramos, Gaby (mas nem eu me lembro de ter o feito *cof cof*). Enfim, agradeço o carinho de todos vocês. Eu estava com demasiada saudade desse fórum tão família c:
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qui 25 Abr 2013, 08:00

    não tem pressa
    faça a seu tempo e qd ficar pronto poste aqui


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qui 25 Abr 2013, 08:27

    A mais curta história de terror

    O último homem da Terra se sentou solitário em um quarto.
    E ouve batidas na porta.


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Qui 25 Abr 2013, 08:33

    Como a internet distorce as coisa
    o autor da história acima é Fredric Brown escritor de histórias curtas de terror
    achei o texto original

    Imagine all human beings swept off the face of the earth, excepting one man. Imagine this man in some vast city, New York or London. Imagine him on the third or fourth day of his solitude sitting in a house and hearing a ring at the door-bell!

    tradução:

    Imagine que todos os seres humanos foram varridos da face da terra, com exceção de um homem. Imagine este homem em alguma grande cidade, Nova York ou Londres. Imagine-o no terceiro ou quarto dia de sua solidão sentado em uma casa e ouvindo a campainha tocar!


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 03 Jun 2013, 10:43

    Não se encaixa em terror, mas é algo que podemos considerar bizarro!

    O VERDADEIRO SHREK

    Maurice Tillet, nasceu na França em 1903. Ele era um homem muito inteligente, que falava 14 idiomas, além de ser um exímio poeta e ator.
    Quando chegou à juventude, Maurice começou a desenvolver uma doença rara, chamada acromegalia. Esta doença causa um crescimento exacerbado e incontrolável de partes do corpo. Em pouco tempo, todo o seu corpo se desfigurou de uma maneira muito peculiar.
    Na verdade, esta “transformação” afetou profundamente os aspectos psicológicos da personalidade de Tillet, que sofreu os horrores de começar a se transformar de uma maneira grotesca, apesar de por dentro continuar sendo um gentleman super inteligente. Sua forma gerava tanto preconceito que Tillet começou a ser expulso dos lugares que freqüentava e onde antes era bem recebido.
    Por fim, o verdadeiro Shrek acabou se tornando um lutador de vale tudo nos Estados Unidos. Onde lutou e por causa de sua doença, acabou se tornando recluso e morrendo aos 51 anos.



    Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=338572146245621&set=a.338285809607588.1073741828.338278852941617&type=1&theater

    Podemos dizer que o lutador Pezão, é tbm um Shrek? Suspect
    avatar
    marcos.v.a.santos

    Mensagens : 1573
    Data de inscrição : 24/03/2012
    Idade : 22
    Localização : Viajando p/ Saturno

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por marcos.v.a.santos em Seg 03 Jun 2013, 17:19

    Parece que esse tópico foi entrega as sombras, pois esta abandonado. Twisted Evil
    só aquele que escuta coisas do além me entenderá.





    avatar
    Rafael

    Mensagens : 4486
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 25

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Rafael em Seg 03 Jun 2013, 17:34

    SHUAHSUAHSAUHS
    TOMEI UM SUSTO DO CARAMBA AQUI HSUAHSUAHS
    avatar
    Gaby

    Mensagens : 9926
    Data de inscrição : 22/03/2012
    Idade : 31

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Gaby em Seg 09 Jun 2014, 14:01

    Casa é demolida após exorcismo e fenômenos incomuns no RS

    Acontecimentos incomuns foram presenciados em uma casa localizada na zona rural de um município – cujo nome não foi divulgado a pedido da família – da Região Norte do Rio Grande do Sul. Barulhos de socos nas paredes, pedras que caem no telhado e dentro da casa, mesmo com as portas e janelas fechadas, são alguns dos relatos dos moradores. O caso se tornou o principal assunto da cidade e mobilizou vizinhos e autoridades locais, como mostra a reportagem do Teledomingo.

    Assustada e sem saber a quem recorrer, a família acionou a Brigada Militar, que foi ao local e, mesmo sem encontrar explicações para os fenômenos, registrou uma ocorrência. Os policiais se disseram espantados com os fatos observados. "Vimos pedras sendo jogadas ou caindo em cima do telhado da casa, nas paredes. O detalhe é que não quebrava a telha. Nas paredes, não ficava sinal nenhum dessas pedras", contou o Sargento João Aquino.
    Família presencia fenômenos no RS (Foto: Reprodução/RBS TV)

    Na residência, vivia um casal com três filhos, um menino de 8 anos e duas meninas, de 11 e 15 anos. "Jogavam pedras na casa, como uma chuva. A gente chamava a polícia. Ela vinha, olhava por tudo e não enxergava nada. A casa [estava] toda fechada e enchia de pedra dentro. Depois que alcamou um pouco as pedras, começaram a virar os roupeiros", relatou o casal, que prefere não ser identificado.
    Vizinhos prestaram ajuda e chegaram a levar a família para outros locais, como um colégio próximo. No entanto, os acontecimentos teriam voltado a ocorrer. "Todo mundo está com receio. Deu para ver vários fenômenos, como pedras aparecendo sem ninguém jogar e objetos dentro de casa se movendo sem ninguém tocar. Utensílios domésticos saíram de um lugar para o outro. A gente procurou socorrer a família de várias maneiras. O fenômeno acabou acontecendo lá também", relatou o agricultor Valdir Antônio Marquioro, que vive perto da casa onde ocorriam os episódios.
    saiba mais

    O caso chegou a mobilizar uma equipe de assistentes sociais do município. Alertados sobre os eventos, eles foram até a propriedade para tentar ajudar os moradores. "Nós até teríamos uma explicação técnica e científica. Não vamos falar a respeito de fatos, de pedras voando. O que pode estar acontecendo é no âmbito psíquico. A partir daí, estamos voltando o tratamento para essa família", explicou a psicóloga Ariane dos Santos.
    Além das pedras, a filha mais velha do casal começou a apresentar um comportamento estranho. "Um dia, o espírito levou ela para cima da casa, jogou-a para baixo e quebrou a telha", disse a mãe.

    Ao saber do caso na cidade, o produtor de vídeos Gelson Luiz da Costa foi até o local movido pela curiosidade. Com uma câmera, fez imagens para registrar os fenômenos. No momento da gravação, uma pedra caiu dentro casa. Ele percebeu que a família precisava de ajuda e se empenhou para encontrar um médium para fazer um trabalho de exorcismo.
    O médium Nelson Júnior Paz disse ter exorcizado a garota. "O espírito se afastava da menina quando a gente chegava perto da casa. Então, eu me retirei para que ele baixasse nela e eu pudesse fazer o exorcismo. Também perguntei por que ele estava perturbando aquela menina, o que acontecia. A todo momento, ele dizia que queria a vida dela ou a propriedade de volta", afirmou.
    Costa filmou o procedimento. Após o exorcismo, os moradores decidiram demolir a residência. "Estou com 65 anos e foi a primeira vez que vi isso. Nós queremos paz", desabafou o pai.
    A família está sendo atendida pela assistência social do município, e a Federação Espírita do Rio Grande do Sul acompanha o caso.



    http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/06/casa-e-demolida-apos-exorcismo-e-fenomenos-incomuns-no-rs.html

    Curiosidade: queria ver o vídeo  What a Face ou não... rsrsrs
    avatar
    The_One

    Mensagens : 10990
    Data de inscrição : 26/03/2012
    Idade : 36
    Localização : Brasília-DF

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por The_One em Ter 10 Jun 2014, 07:46

    Shocked


    _________________
    "A única maneira de não cometer erros é fazendo nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência."
    - Confúcio

    Conteúdo patrocinado

    Re: Hora do Medo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 21 Jul 2017, 18:34